Mais sobre os beagles e o Instituto Royal

JC e-mail 4855, de 13 de novembro de 2013

SBCAL/COBEA lamenta fechamento do Instituto Royal em manifesto

Assinado pela diretoria, texto destaca a preocupação da comunidade científica com o bem-estar dos animais

A diretoria da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de Laboratório (SBCAL) e do Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (Cobea) divulgou um manifesto lamentando a fechamento definitivo do Instituto Royal e repudiando a invasão e roubo de cães. O texto destaca a preocupação da associação com o bem-estar dos animais usados em laboratório.

Veja o documento na íntegra:

Manifesto da Sociedade Brasileira de Ciência em Animais de Laboratório
A SBCAL lamenta profundamente a invasão e o roubo dos cães ocorridos no Instituto Royal. Este Instituto era uma unidade experimental de referência em nosso País, tanto por sua credibilidade quanto por sua ética no cuidado com os animais.

O Instituto Royal contribuiu de forma significativa para a produção de novos medicamentos para a indústria farmacêutica nacional. É importante deixar claro que a invasão foi realizada por ativistas contrários ao uso científico de animais. A denúncia de maus tratos foi um pretexto criado para incentivar a invasão e o roubo dos animais. Não houve provas de maus tratos.

O Instituto Royal sempre teve preocupação com o bem-estar de todos seus animais, pois esta é uma obrigação ética que temos com eles além de ser fundamental para a obtenção de resultados fidedignos. A certificação dos medicamentos que estavam sendo testados no instituto Royal, para sua posterior produção no Brasil foi interrompida. Com isso muitas doenças como o câncer continuarão dependente da importação destes medicamentos, que são caros e nem sempre ao alcance das parcelas mais necessitadas da nossa sociedade.

A SBCAL é a favor do diálogo e repudia qualquer forma de violência contra os animais, contra pessoas e contra o patrimônio de qualquer entidade. A ciência brasileira se encontra ameaçada com este movimento que quer impor a sua verdade por meio da violência e não pelo diálogo.

Nós apoiamos o desenvolvimento da ciência com o uso de animais desde que pautada em critérios éticos e com cuidado e manejo que preservem, ao máximo, o bem estar destas espécies. Entendemos que a sociedade tem se preocupado com os animais usados em pesquisa cientifica e podemos assegurar que esta é, também, uma preocupação da SBCAL.

Enquanto não houver métodos substitutivos ao uso de animais, temos que cuidar deles da melhor forma possível respeitando seu comportamento e suas necessidades. Está é uma atitude ética em relação aos animais e aos seres humanos que neles depositam a esperança do desenvolvimento de tratamentos para as enfermidades humanas e animais.

A SBCAL fica a disposição para esclarecer qualquer dúvida quanto a questões relacionadas ao manejo e bem-estar de animais usados na pesquisa científica.

Atenciosamente,
DIRETORIA SBCAL/COBEA 2012-2014

* * *

JC e-mail 4856, de 14 de novembro de 2013

Instituto dos beagles sofre novo ataque

Grupo de encapuzados entrou nas instalações, amarrou vigias e soltou roedores de laboratório em São Roque (SP)

O Instituto Royal, em São Roque (a 66 Km de São Paulo), foi novamente atacado na madrugada de ontem. Cerca de 300 roedores que ainda restavam no local foram levados ou soltos na região.

A ação acontece menos de um mês após a primeira invasão, em 18 de outubro, quando 178 cães da raça beagle foram resgatados por cerca de cem ativistas.

Na semana passada, a direção do Royal anunciou o encerramento de suas atividade na unidade paulista.

A alegação foi a falta de segurança e os prejuízos “irreparáveis”, após o vandalismo que prejudicou o andamento de pesquisas diversas, inclusive com medicamentos.

O ataque de ontem começou por volta das 3h, segundo a polícia. Pelo menos 40 pessoas encapuzadas, algumas delas com foices, facas e alicates, renderam e amararam três seguranças que estavam na instalação.

Em nota, o laboratório informou que materiais que restavam no local, como cadeiras, prateleiras e microscópios, foram destruídos.

Veículos do instituto e de um dos seguranças também foram danificados.

Os vigias declararam em boletim de ocorrência que foram agredidos e passaram por exame de corpo de delito. A carteira de um deles foi levada pelos vândalos.

A delegacia de São Roque investiga o caso e já requisitou as imagens de câmeras de segurança do prédio.

PICHAÇÃO
Em paredes do instituto foram pichadas as frases: “Assassinos. A mão de Deus vai cair sobre vocês” e “Aliança de Libertação Animal”.

Ativistas acusam o laboratório de maus-tratos contra os animais, o que a instituição sempre negou.

Um grupo intitulado “Coletivo Armageddon Black” compartilhou fotos que seriam do momento da invasão ao Royal em sua página em uma rede social.

RATOS
Nas imagens postadas, homens e mulheres encapuzados carregam caixas cheias de ratos brancos e posam com uma faca, um machado e um martelo nas mãos.

O instituto afirma que aguardava definição de órgãos competentes para encaminhar os animais que restavam no local para uma destinação correta.

Ativistas chegaram a declarar em páginas da internet que queriam ficar com os bichos e que iriam buscá-los.

“Lamentamos que a onda de violência física e moral contra os animais e os profissionais que prestam serviço ao instituto, apoiada sistematicamente por políticos e celebridades, ainda persista”, informou nota da instituição divulgada ontem.

(Jairo Marques/ Folha de S.Paulo)
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidiano/138883-instituto-dos-beagles-sofre-novo-ataque.shtml

Matéria do Estadão sobre o ataque:
Após render vigias, grupo invade Royal de novo e leva roedores
http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,apos-render-vigias-grupo-invade-royal-de-novo-e-leva-roedores-,1096460,0.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s