Malásia detém 4 turistas que ficaram nus em monte atingido por terremoto (UOL Notícias)

AFP, Em Kuala Lumpur

10/06/201506h20 

As autoridades da Malásia anunciaram a detenção de quatro turistas – dois canadenses, um britânico e um holandês – que supostamente ficaram nus no monte Kinabalu, um ato que, segundo alguns moradores, irritou os espíritos tribais e provocou o terremoto da semana passada.

As fotografias de 10 turistas nus circularam pelas redes sociais e provocaram a revolta dos moradores, depois que um tremor de magnitude 6,0 de magnitude perto da montanha na sexta-feira passada matou 18 pessoas.

Seis turistas permanecem em paradeiro desconhecido, segundo a polícia.

O monte Kinabalu, declarado Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco e muito popular entre os alpinistas, é considerado um espaço sagrado pelo grupo tribal Kadazan Dusun da Malásia, que considera o local uma área de descanso para os espíritos.

“Nós detivemos quatro deles na terça-feira e continuamos procurando os outros seis turistas”, afirmou Jalaluddin Abdul Rahman, chefe de polícia do estado malaio de Sabah, onde fica a montanha.

Jalaluddin disse que os detidos podem ser acusados de perturbação da ordem pública.

O ministro do Turismo da província de Sabah, Masidi Manjun, anunciou a abertura de processos contra os quatro estrangeiros e informou que eles permanecerão detidos por quatro dias.

O terremoto de sexta-feira provocou deslizamentos no Monte Kinabalu, quando mais de 150 alpinistas estavam no topo da montanha.

As autoridades confirmaram que 18 pessoas morreram na montanha, incluindo alguns jovens estudantes de Cingapura que estavam no local em uma excursão escolar.

Alguns internautas malaios e inclusive algumas autoridades atribuíram a tragédia aos nudistas, sugerindo que sua atitude irritou os espíritos e provocou o terremoto.

Mas para o ministro Masidi, a ideia de que as autoridades consideram que os atos dos turistas provocaram o terremoto está equivocada.

“Eu nunca disse que eles provocaram o terremoto, e sim que suas ações contrariaram os integrantes da maior tribo de Sabah. A montanha é um lugar sagrado e reverenciado”, declarou.

Um ritual tradicional de várias religiões deve ser organizado em breve para a purificação da montanha, com a presença de muçulmanos, cristãos e também de líderes tribais, afirmou Masidi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s